quinta-feira, 24 de maio de 2012

A Influência da Culinária Italiana no Brasil


A Italia é considerada o berço da cozinha ocidental. O intenso comércio de alimentos na região do império centrado no mercado circular da cidade de Roma fez transitar pelo local caravanas recheadas de alimentos vindos de toda Europa, África e Oriente: cereais, pão, vinho, azeitona, legumes e frutas secas e frescas, amêndoas, nozes, avelãs, pinhões, leite, etc.
A rica e variada culinária italiana, distinta nas várias regiões do país, influenciou a culinária de praticamente todo o mundo. As pizzas e massas são encontradas em qualquer país.
Com a chegada dos imigrantes no Brasil, muitos alimentos foram introduzidos no cardápio do local. Até a chegada dos italianos, não era um costume consumir grande variedade de frutas e verduras.  Encontrando quintais com terrenos disponíveis, os italianos que optavam viver nos centros urbanos formavam hortas onde cultivavam hortaliças e legumes não só para o consumo familiar, mas também para a venda.
O fubá, por exemplo, era encontrado com facilidade, pois os nativos o utilizavam para fazer angu. Desse modo, os italianos puderam manter aqui o hábito de empregar este derivado do milho na fabricação de polenta e broas. Hábito que não passou despercebido pelos brasileiros, que a viam como um indicativo de identidade dos italianos e passaram também a consumir estes alimentos. 
Somente depois que os italianos se fixaram no meio urbano que começaram a surgir as padarias. Até então, o pão praticamente não entrava na dieta diária do brasileiro. O macarrão foi outro alimento que passou a ser mais consumido. Na Itália era tão costumeiro, que inventaram mais de 500 variedades de tipos e formatos de massa.
Um importante passo na história deste prato foi a incorporação do tomate em forma de molho para a cobertura da massa. Deste costume surgiu a conhecida expressão “italiana La pastasciutta col pomodoro in coppa”, que significa justamente “a massa (cozida em água fervente e escorrida com tomate em cima”. 
Outros alimentos que migraram para o Brasil com os italianos foram os embutidos, como a tão apreciada mortadela – que surgiu na Itália há mais de dois mil anos, ainda durante o Império Romano. Atualmente, a mortadela é um dos embutidos mais consumidos no Brasil, ultrapassando a marca das 100 mil toneladas anuais. O mesmo aconteceu com a linguiça, especialidade que já era bastante consumida na Itália quando a imigração teve início.
Salames, queijos e vinhos de primeira linha completam a riquíssima cozinha tipicamente regional de todas as partes da Itália e apreciadas em todo o mundo.
Sem dúvida, a gastronomia é um dos ícones da cultura italiana, sempre muito ligada à família e ao prazer de reuni-la. A cozinha é um espaço sagrado de quem a comanda introduzindo um toque pessoal às receitas, o ‘amor’...No City Posto há de sobra este ingrediente, por isso, venha experimentar as delicias da Semana Italiana, preparadas com carinho pelas nossas mamas e nonas... 



Nutricionista City Posto
Eliana Campos Silva
CRN 12732

0 comentários:

Postar um comentário